Carrefour nega desinvestimento no não alimentar

29 MAIO 2013
O Carrefour recusa-se a abandonar a oferta não alimentar nos seus hipermercados. A garantia foi dada pelo CEO Georges Plassat, numa entrevista à LSA, que reiterou que, não obstante não se converter em grandes receitas, o não alimentar gera tráfego.

Os hipermercados Carrefour continuarão, assim, a disponibilizar uma ampla oferta deste tipo, em detrimento da sazonal, que, em contrapartida, será mais agressiva em termos de preço.

Nesta entrevista, Georges Plassat atualizou a estratégia do grupo, avançando que, após a série de desinvestimentos recentemente efetuada, o Carrefour vai apostar em três pilares geográficos, a Europa, a América Latina e a Ásia. O Brasil é estratégico e o retalhista quer crescer neste mercado através de hipermercados e dos cash & carries Atacadão.

Em França, será alocada uma grande parte dos investimentos, dado que poucos foram feitos nos últimos dez anos. O grupo quer também continuar a melhorar a sua imagem em termos de preço.