Portugueses reciclam mais 8% de resíduos urbanos de embalagens

8 SETEMBRO 2014
A Sociedade Ponto Verde encaminhou para reciclagem, entre janeiro e junho, 181.890 toneladas de resíduos de embalagens no âmbito do fluxo urbano, um crescimento de 8% face ao período homólogo do ano anterior.

A Sociedade Ponto Verde continua firmemente comprometida com o desenvolvimento de uma “sociedade de reciclagem”, mas este compromisso só pode ser alcançado com o apoio de todos, nomeadamente da população portuguesa e dos sistemas municipais, a quem estamos agradecidos pela sua dedicação a esta tão importante causa ambiental, ano após ano”, salienta Luís Veiga Martins, Diretor-Geral da Sociedade Ponto Verde.

Nos resíduos de embalagem de origem doméstica, pequeno comércio e HORECA, o plástico foi o material que mais se destacou em termos de crescimento (25%), seguido pela madeira (20%).

A reciclagem de embalagens é fundamental para aproveitar as oportunidades geradas pela economia circular. O circuito de reciclagem multimaterial representa 71 milhões de euros de impacto anual direto no PIB. É imprescindível que este sector continue a contribuir para a economia, o ambiente e a sociedade”, acrescenta.

Em relação ao fluxo não urbano – de origem industrial ou comercial – foram encaminhadas para reciclagem 145.675 toneladas de resíduos de embalagens nos primeiros seis meses do ano, um valor que representa um decréscimo de 5% em relação ao período homólogo.

No total dos dois fluxos – urbano e não urbano – a Sociedade Ponto Verde encaminhou para reciclagem mais de 327 mil toneladas de resíduos de embalagens, um crescimento de 2% em relação ao ano anterior.