LactAçores inaugurou uma nova unidade logística em Vila Franca de Xira

11 SETEMBRO 2014
A LactAçores – União de Cooperativas de Lacticínios dos Açores inaugurou, no complexo industrial de Vila Franca de Xira, uma nova unidade logística, vocacionada para a exportação e para distribuição em Portugal dos produtos da empresa.

A LactAçores detém uma estrutura operacional assente em quatro plataformas, instaladas nas ilhas dos Açores e também no continente. Facto sobre o qual Alberto Mesquita, presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, afirma ser “um fator de crescimento para o concelho ter uma empresa desta qualidade a exportar a partir de Vila Franca de Xira. É um excelente exemplo do dinamismo nacional”.

A nova unidade está equipada com unidades de armazenamento de última geração, bem como de frotas preparadas para o transporte dos produtos, garantindo assim as melhores condições de conservação de acordo com os mais rígidos parâmetros de segurança alimentar. A abertura implicou um investimento de 1 milhão de euros na região e serão criados cerca de 70 novos postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

O presidente da Região Autónoma dos Açores, Vasco Cordeiro, esteve presente e afirma que “valorizar a LactAçores e as suas cooperativas associadas é valorizar os Açores”. “Com menos de 3% do território nacional, os Açores são responsáveis por mais de 30% do sector leiteiro e dos laticínios” afirmou Vasco Cordeiro, que fez também notar que “este é um sinal do dinamismo da forma como a LactAçores tem atuado no mercado, dignificando a agricultura açoriana e contribuindo para o seu reconhecimento em Portugal e no mundo”. Os números que confirmam são as vendas estimadas para este ano, com um volume de 59 milhões de litros de leite, 10 milhões de quilos (queijo e manteiga) transacionados e uma faturação a rondar os €71 milhões de euros.

Para Gil Oliveira, presidente da LActAçores, esta união de cooperativas tem sido “um fator de unidade, cooperação e partilha entre as suas associadas, a CALF, a Unileite e a Uniqueijo, implementadas em três ilhas” e afirma que é de louvar que isto acontece em realidades distintas em “dimensão, práticas produtivas, estruturas de gestão e mesmo interesses”. O presidente conclui que existe, hoje, passados 10 anos “a oitava maior empresa dos Açores: uma estrutura moderna, com uma base operacional instalada e com um quadro técnico capaz de apoiar as suas associadas”.

A LactAçores já está presente, hoje, em todos os continentes e tem vindo a traçar um caminho de crescimento contínuo sustentado, essencialmente, na inovação, fator que o Diretor Geral, Fernando Carvalho, fez questão de notar “dos longínquos 3 milhões de litro de leite, a LactAçores expande-se hoje, com esta base logística de 3.000m2, o que permite duplicar a capacidade logística de armazenamento e exportação”.