Região dos Vinhos Verdes assinala 106 anos

16 SETEMBRO 2014
À semelhança de outros anos, a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) assinala, a 18 de setembro, a publicação da Carta de Lei de 1908, que atesta a demarcação da região, e promove uma conferência no âmbito do projeto “Vinho Verde 2.0”, que lança o debate sobre o posicionamento estratégico nos diferentes mercados.

O debate reúne Yoshiji Sato, jornalista japonês que participará via Skype, Juan Park da Wine Intelligence, Manuel Carvalho Martins da Nielsen e um painel de produtores, que serão desafiados a refletir sobre a criação de mais valor para a marca coletiva e para as marcas dos produtores de uma região que continua a registar aumentos de exportações assinaláveis. A conferência decorre no auditório da Casa da Música, pelas 15h30, e é a primeira de um conjunto de iniciativas integradas no projeto “Vinho Verde 2.0”, criado para alavancar a marca “Vinhos Verdes” nos mercados nacional e internacional através de ações concertadas e estratégicas para a região, que se prolongarão ao longo de 2015. Para Manuel Pinheiro, presidente da CVRVV, “após mais de uma década de aumentos admiráveis nas exportações, a região pode e deve ter como objetivo gerar mais valor para a marca coletiva e para as marcas dos produtores. As novas vinhas que têm vindo a ser plantadas, assim como o excelente equipamento de vinificação e as equipas de enologia cada vez mais qualificadas, asseguram que os vinhos que produzimos estão efetivamente em melhoria constante. Estas ações destinam-se a traçar objetivos conjuntos”.

A sessão encerra com um jantar comemorativo, durante o qual serão entregues os prémios da edição 2014 do Concurso “Vinhos Verdes & Gastronomia”. A Casa da Música é palco de cinco momentos de degustação assinados por cinco restaurantes convidados, numa seleção do total de 60 ementas a concurso, que apresentam as harmonizações mais originais entre vinhos verdes e gastronomia. Os galardões distribuem-se pelas categorias “Ouro”, “Prata” e “Bronze”, atribuídos por um júri técnico que visitou cada local.

Paralelamente, após uma época de lotações esgotadas, a peça “Comida” regressa à Casa do Vinho Verde numa encenação de Ana Luena para o Teatro Bruto de um texto original de Valter Hugo Mãe. O humor mistura-se com uma reflexão sobre a contemporaneidade, durante um regresso a 1939 e à complexidade das relações de diplomacia. Durante o mês de setembro, as noites de domingo na Casa do Vinho Verde fazem-se de teatro e provas de vinhos, a partir das 21h45 e com uma duração de 90 minutos.