Smartphones levam Sony a agravar prejuízos

17 SETEMBRO 2014
A Sony confirmou que irá apresentar prejuízos este ano, devido ao menor desempenho do seu negócio de smartphones.

De acordo com o Bloomberg, a tecnológica japonesa irá ter uma desvalorização de 1,7 mil milhões de dólares no negócio de smartphones e, pela primeira vez desde que começou a ser cotada, em 1958, não irá pagar dividendos.

Com o negócio Xperia em dificuldades, face à acesa concorrência, e a queda da procura nas televisões e câmaras compactas, o CEO da Sony, Kazuo Hirai, tem procurado dar a volta à situação apostando no entretenimento e no gaming. Com 3,1% de quota de mercado, a multinacional japonesa está bastante distante da Samsung e da Apple nas vendas de smartphones, tendo ficado em nono lugar, no segundo trimestre, com 9,4 milhões de unidades vendidas, de acordo com dados compilados pelo Bloomberg.

A Sony agravou as previsões de prejuízos para os 230 mil milhões de yen – inicialmente era de 50 mil milhões de yen. Nos últimos seis anos, a empresa apresentou perdas em cinco exercícios.

Com a cortesia da Revismarket.