Luís Simões com plataforma logística no Porto de Leixões

3 JUNHO 2013

A Luís Simões será a primeira empresa instalar-se no Pólo 2 da plataforma logística do Porto de Leixões, na qual está prevista a construção de um terminal intermodal apoiado na linha de Leixões, que está eletrificada para escoamento de mercadorias por comboio.

A atividade do operador logístico tem início previsto para o primeiro semestre do próximo ano, numa área com 20 mil metros quadrados com 34 cais e capacidade para 32 mil paletes. “O Porto de Leixões tem um enorme potencial para o desenvolvimento das nossas atividades logísticas em que a co-modalidade, através de alianças com parceiros estratégicos, é uma das formas de acrescentar valor à cadeia de abastecimento. Para ganhar competitividade, é fundamental que o nosso país aposte na intermodalidade. Somos o centro do Atlântico e não a periferia da Europa. Na Luís Simões, mais do que envolvidos, estamos implicados”, defendeu José Luís Simões, presidente do grupo Luís Simões, à margem da cerimónia oficial de lançamento da primeira pedra da plataforma.

Distribuída por dois polos, a plataforma logística do Porto de Leixões desenvolvida pela Administração dos Portos do Douro e Leixões (APDL), no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento do Porto de Leixões, tem como objetivo servir as cadeias logísticas, cobrindo uma superfície de 70 hectares.

Para além dos 20 mil metros quadrados do futuro Centro de Operações Logísticas, a Luís Simões contará ainda com um edifício para funções administrativas e operações de valor acrescentado com 1.500 metros quadrados de área.

Na região norte do país, o grupo Luís Sim conta atualmente com cinco centros de operações logísticas, um centro de operações de transporte e dois centros de assistência técnica. A nova plataforma tem como principais vantagens as boas acessibilidades e a proximidade do próprio porto e do Aeroporto Sá Carneiro. O Pólo 1 está adjacente aos silos agroalimentares e à área portuária.