NOTÍCIAS MAIS LIDAS
EDIÇÃO ONLINE
Grande Consumo N.º 47-2017
Grande Consumo - Imprensa Online de Negócios
AMI Alimenta

Matosinhos vai ter um supermercado da Mercadona

Matosinhos vai ter um supermercado da Mercadona

15 MARÇO 2017
A Mercadona escolheu a localização de mais uma das quatro lojas a inaugurar em Portugal: Matosinhos. O supermercado terá mais de 1.800 metros quadrados e um parque de estacionamento com 200 lugares e a abertura está prevista para 2019.

A cadeia de supermercados elegeu uma área total de 8.300 metros quadrados na Rua Sousa Aroso, situada numa zona de Matosinhos com potencial de crescimento e boas comunicações. O espaço vai incluir a área de vendas, uma zona para colaboradores e um parque de estacionamento. "Investimentos como este são fundamentais para a regeneração urbana da antiga zona industrial de Matosinhos, promovendo a convivência de diferentes atividades naquela que já é uma zona nobre da cidade", considera o presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Eduardo Pinheiro.

É também em Matosinhos, mais concretamente na Avenida Menéres, que a Mercadona vai abrir o seu primeiro Centro de Coinovação em Portugal, no segundo trimestre deste ano, com o objetivo de adaptar a sua oferta aos hábitos e preferências do consumidor português e desenvolver produtos inovadores. O edifício terá uma dimensão superior a 1.000 metros quadrados, a somar aos 12 centros que a cadeia de supermercados gere atualmente em Espanha. Graças à sua dimensão, o centro vai dispor de salas de degustação de produto e cozinhas para sessões participativas com os clientes.

Em janeiro, a Mercadona anunciou a escolha de um terreno situado na zona urbana de Vila Nova de Gaia, mais concretamente na freguesia de Canidelo, onde também irá construir um supermercado.

O futuro supermercado reúne as características do modelo de loja eficiente, que a cadeia está a desenvolver em Espanha, com o objetivo de melhorar a experiência dos clientes e otimizar o tempo de compra. Este novo supermercado permite também uma poupança energética até 40% face a uma loja tradicional, devido a melhorias como o isolamento térmico e acústico, através da otimização dos materiais e da espessura das paredes e tetos, e também novas arcas congeladoras, mais eficientes no recurso à energia e amigas do ambiente.

A loja eficiente conta ainda com um sistema de iluminação LED automatizado que se regula de acordo com as zonas e momentos do dia, para uma gestão energética mais eficiente. De igual forma, o novo modelo de loja integra uma série de dispositivos eletrónicos e ferramentas colaborativas, como os tablets, com os quais se pode partilhar informação a partir de qualquer secção da loja, o que facilita a autogestão de cada supermercado e agiliza os processos de toda a cadeia.