Bruxelas investiga possível ajuda ilegal à FagorBrandt

19 SETEMBRO 2014
A Comissão Europeia abriu um inquérito para determinar se a ajuda pública de 57,5 milhões de euros concedidos pelo Governo francês à filial local da Fagor se enquadra nas normas da União Europeia sobre as ajudas do Estado.

As ajudas prestadas à FagorBrandt tinham origem num fundo criado pelo Governo francês em novembro passado para ajudar médias empresas viáveis em situação de dificuldades conjunturais e que tivessem apresentado insolvência. A FagorBrandt beneficiou de uma primeira tranche deste fundo em novembro, no valor de 10 milhões de euros, e de uma segunda já este ano, em abril, no valor de 47,5 milhões de euros. Além disso, o Governo perdoou as suas dívidas fiscais e à segurança social.

A Comissão Europeia está, agora, a investigar se estas medidas se concederam em condições de mercado.

Com a cortesia da Revismarket.