Sainsbury's tem queda acentuada de vendas

2 OUTUBRO 2014
David Gray, analista de retalho para o Planet Retail, comentou os recentes resultados do segundo quartil da Sainsbury's, que também sofre com as dificuldades no sector de supermercados.

Os resultados recentes marcam um divisor de águas tanto para a Sainsbury’s como para a indústria de supermercado em geral, do Reino Unido. A queda acentuada das vendas “like-for-like” e vendas totais do retalhista vai enviar ondas de choque em todo o mercado. Primeiro foi a Tesco, depois a Morrisons, e agora até mesmo a Sainsbury’s está a sofrer com os efeitos das mudanças estruturais sísmicas que permeiam todo o sector de alimentos no Reino Unido. Ninguém é imune aos efeitos e não há esconderijo. Isto está mais próximo de uma mudança climática a longo prazo do que dos efeitos temporários de uma tempestade perfeita”, afirma David Gray.

Os hard discounters são apenas um fator determinante desta mudança. A mudança dos hábitos do shopper - os consumidores a comprar menos e muitas vezes em lojas de conveniência, cestos mais pequenos online, lares a desperdiçar menos e o evaporar do impulso de compra no hipermercado - estão a sustentar essa mudança. “Com volumes já diminuídos e com valores a chegar ao negativo no final deste ano em face da cada vez menor inflação dos preços, a situação só pode piorar. É cada vez mais provável que o Natal vá ser um fracasso completo para as grandes mercearias do Reino Unido”, continua o analista.

"A Sainsbury’s também está contundida pelos efeitos de uma luta de preços que está progressivamente a aumentar em intensidade, e para o qual está a ser rapidamente atraída através do esquema Brand Match. No longo prazo, é provável as margens de toda a virem a estar sob ainda mais pressão.

"A falta de buracos nas contas da empresa e um desempenho ligeiramente menos diabólico do que a Tesco dificilmente são conquistas a louvar. A Sainsbury’s terá que tentar de tudo, ao longo dos próximos meses, se quer escapar o pior que está para descer sobre as quatro grandes mercearias do Reino Unido."