Red Bull acusada de publicidade enganosa

22 OUTUBRO 2014
A Red Bull vai ter de indemnizar com mais de 10 milhões de euros os consumidores que contestaram o seu slogan “Red Bull dá-te asas”.

O tribunal de Nova Iorque deu razão aos consumidores que denunciaram a marca austríaca, alegando que, após 10 anos de consumo da bebida, não sentiram qualquer melhoria do seu rendimento intelectual ou desportivo. De acordo com a queixa, “apesar da ausência de verdadeiro apoio científico à afirmação de que Red Bull proporciona mais benefícios que uma taça de café, os acusados comercializam o seu produto como uma fonte de energia superior. Este tipo de conduta significa que a publicidade e a comercialização pode ser enganosa e fraudulenta e, por tanto, recorrível”. A Red Bull, por sua vez, assinala que o seu marketing sempre foi “verdadeiro e preciso” mas que prefere resolver o processo para evitar maiores custos derivados de litígios.

O acordo deverá ser aprovado pelo tribunal de Nova Iorque a 1 de maio de 2015, com a Red Bull a ter de indemnizar com 10 dólares ou um cheque oferta de produtos da marca no valor de 15 dólares cada consumidor que se manifestou dececionado com a bebida energética, entre 1 de janeiro de 2002 e 13 de outubro de 2014. Tendo em conta todos os consumidores que se uniram neste processo judicial, o valor ascende a 13 milhões de dólares, mais de 10 milhões de euros. A decisão do tribunal apenas se refere aos consumidores norte-americanos.