Mais 3.000 PME’s portuguesas recorrem ao renting informático

29 OUTUBRO 2014
Só na primeira metade do ano, mais 3.000 PME´s portuguesas recorreram ao renting informático, prestado pela Grenke Portugal, filial da multinacional alemã Grenke. Estes números mostram que, cada vez mais, esta é uma aposta crescente das empresas nacionais: entre 2012 e 2013, o crescimento registado na subcontratação de serviços de renting informático já havia sido de 23%.

Uma forma eficaz de contrariar a quebra de volume de financiamento bancário, que se acentuou com a crise, o renting informático tem permitido às PME garantir tecnologia mais atual e ajustada ao seu negócio, contrariando de forma eficaz a rápida desatualização deste tipo de equipamentos. As vantagens são de tal forma consideráveis que o renting informático tem-se assumido como primeira escolha para muitas empresas”, afirma em comunicado.

Tendo em conta o atual contexto económico – em que muitas PME lutam para manter a sustentabilidade do negócio – e atendendo à cada vez maior importância de softwares e equipamentos tecnológicos sobre o desempenho e a produtividade das empresas, o renting informático destaca-se, ainda, por possibilitar a redução da carga fiscal. A este nível, refira-se que o IVA é dedutível sobre a totalidade das prestações. Esta solução permite, também, racionalizar custos e salvaguardar a tesouraria das empresas.