Vinhos portugueses entram na África do Sul pela primeira vez em 15 anos

13 NOVEMBRO 2014
Os Vinhos de Lisboa vão ser os primeiros a entrar na África do Sul, um mercado que já não era explorado pelos produtores portugueses desde há 15 anos.

Nesse sentido, e com o objetivo de penetrar neste mercado e implantar algumas marcas de vinhos, a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa) rumou até África, numa estadia que, para além de África do Sul vai passar, também, por Moçambique.

Esta ação, que vai contar com a realização de provas, jantares vínicos, contactos com importadores e líderes de opinião, como o embaixador e a cônsul de Portugal, está enquadrada na estratégia de investimento dos Vinhos de Lisboa para o triénio 2014/2016, que inclui a entrada em novos mercados, entre eles o da África do Sul.

Vamos estar em 2 cidades na África do Sul, Joanesburgo e Cape Town. Só em Joanesburgo vamos contactar com mais de 25 importadores, pelo que as nossas perspetivas para 2015 são positivas. Estimamos que, no final do próximo ano, já tenhamos cerca de 7 produtores a operar neste mercado”, afirma Vasco d’Avillez, presidente da CVR Lisboa.

Os Vinhos de Lisboa vão rumar ainda a Moçambique, de 15 a 18 de novembro, com o objetivo de reforçar as relações comerciais com um país que tem apresentado crescimentos na ordem dos 10% ao ano.

Começámos a operar no mercado moçambicano há cerca de 3 anos e os resultados têm aumentado desde então. Deveremos fechar o ano de 2014 com cerca de 8 produtores a exportar para Moçambique”, explica o presidente dos Vinhos de Lisboa.

Moçambique é, também, um dos países contemplados na estratégia de investimento dos Vinhos de Lisboa para o triénio 2014/2016.