Jerónimo Martins avança com reorganização logística

27 NOVEMBRO 2014
A Jerónimo Martins está a avançar com a sua reorganização logística, indo investir 40 milhões de euros num novo centro de distribuição em Valongo.

Segundo a informação da unidade de investimento do BPI, divulgada pelo Negócios, esta reorganização “permitirá compensar as perdas trazidas pela guerra de preços iniciada em 2012” e recuperar a margem operacional, “que tem vindo a ser estrangulada pela forte concorrência no sector”. De acordo com o BPI, “este foco na logística é fundamental para que a companhia recupere alguma margem de EBITDA perdida, depois dos cortes nos preços iniciados em meados de 2012 (as margens caíram de 6,6% para 5,6%)”.

O futuro centro de distribuição será o maior do grupo, que pretende centralizar os processos de distribuição logística em três centros. Em Julho, a Câmara Municipal de Valongo aprovou o projeto para uma área de 70.000 metros quadrados na freguesia de Alfena, que deverá criar 267 a 390 postos de trabalho.

Quanto à Sonae, a mesma nota do BPI indica que poderá ganhar vendas com o ritmo de aberturas do Meu Super, chegando aos 250 pontos de venda em 2016. "A abertura de lojas Meu Super tem vindo a acelerar e a superar as expectativas", comenta a equipa de "research", sublinhando, contudo, que tem apenas um contributo de 1% a 2% para as receitas da companhia.