Vinho português em destaque na África o Sul

17 DEZEMBRO 2014
O vinho português Astronauta Touriga Nacional foi eleito o melhor na prova RECM Best Value que contou com a presença de quase todos os vinhos disponíveis no mercado sul-africano.

Há 15 anos que nenhuma região organizava uma visita estratégica a este mercado. Os Vinhos de Lisboa fizeram contactos, firmaram contratos, participaram em provas de vinho e, ainda, trouxeram a distinção do melhor vinho tinto de casta não tradicional do continente africano.

O Astronauta Touriga Nacional 2012, um vinho da região de Lisboa, tem a assinatura do conhecido enólogo e crítico de vinhos Aníbal Coutinho, e resultou de um projeto pessoal em parceria com a Vidigal Wines.

Entre todas as castas menos usuais, as variedades portuguesas foram as que tiveram os melhores resultados, com a liderança de uma touriga nacional da região de Lisboa que, fazendo jus à marca do vinho, aterrou com sucesso no mercado sul-africano”, refere Neil Pendock, crítico de vinhos participante no painel da RECM Best Value.

Recorde-se que foi exatamente com o objetivo de penetrar neste mercado e implantar algumas das suas marcas de vinhos, que a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa) rumou, em finais de novembro, até ao continente africano.

A África do Sul é um país produtor de vinhos, por isso é um mercado que aprecia muito o vinho, sendo por isso os produtos portugueses bastante apetecíveis”, explica Vasco d’Avillez, presidente da CVR Lisboa.

Esta viagem, que contou com a realização de provas, jantares vínicos, contatos com importadores e líderes de opinião, como o embaixador e a cônsul de Portugal, enquadra-se na estratégia de investimento dos Vinhos de Lisboa para o triénio 2014-2016, que inclui a entrada em novos mercados, entre eles o da África do Sul.

A Casa Santos Lima, a Companhia Agrícola do Sanguinhal, a Vidigal Wines, a Wine Ventures, o Paço das Cortes, a Adega da Vermelha e a Ivin foram os produtores da região de Lisboa que estiveram presentes nesta investida.