Comissão Europeia investiga empresa criada pela Douwe Egberts Master Blenders e Mondelèz

Comissão Europeia investiga empresa criada pela Douwe Egberts Master Blenders e Mondelèz

6 JANEIRO 2015
A Comissão Europeia anunciou, recentemente, a abertura de uma investigação à empresa criada conjuntamente pela Douwe Egberts Master Blenders 1753 (DEMB) e pela Mondelèz.

Em comunicado, Bruxelas expressou a sua “preocupação” em matéria de redução de concorrência, uma vez que ambas as empresas possuem marcas populares como L'Or, Douwe Egberts, Senseo, Merrild, Carte Noir, Jacobs, Gevalia e Tassimo. A Comissão Europeia considera que a operação pode afetar o mercado de café em França, na Austrália, Dinamarca e Letónia e o mercado de café monodose em vários Estados-membros. No cerne das preocupações das autoridades europeias está um potencial aumento do preço para os consumidores das máquinas de café e das cápsulas, assim como uma diminuição da inovação.

DEMB e Mondelèz comprometeram-se a resolver as questões levantadas pela Comissão Europeia mas, após uma consulta ao mercado, concluiu que estes compromissos não eram suficientes. Bruxelas tem agora até 6 de maio para tomar uma decisão.