NOTÍCIAS MAIS LIDAS
EDIÇÃO ONLINE
A Melhor Loja

Minipreço Express testado em Portugal, validado em Espanha

Minipreço Express testado em Portugal, validado em Espanha

14 MARÇO 2018
Chama-se Minipreço Express e é com este conceito que o Minipreço se prepara para trabalhar a conveniência no mercado nacional. Um formato de loja muito vocacionado para o futuro do retalho, assim como para potenciar o consumo da cada vez maior faixa de turistas que visitam Portugal. Ao proporcionar um horário alargado e um serviço muito focado no valor acrescentado, o Minipreço Express foi a base do conceito Dia Go com que o Grupo DIA agora aborda o mercado espanhol.

Duas marcas, o mesmo conceito base. Portugal foi o laboratório para o teste do novo formato de conveniência do Grupo DIA. Dia Go em Espanha. Minipreço Express em Portugal. Aposta de presente e de futuro para trabalhar a conveniência e a proximidade, ao mesmo tempo que se potencia o consumo da imensa falange turística que anualmente visita o país.

Com um horário alargado e uma panóplia de serviços de valor acrescentado, o Minipreço Express já detém sete lojas em funcionamento no espaço nacional e apresenta-se como uma evolução típica das metrópoles europeias, muito compostas por formatos “small box” que proporcionam conveniência e proximidade nos centros urbanos, face à febre dos grandes formatos que varreram Portugal num passado não muito distante. Em suma, a resposta a uma procura crescente por uma lógica de “mais soluções, com menos ingredientes”.

Com localizações chave para este conceito que será grande aposta do Grupo DIA, em Portugal, em 2018 – já é pública a sua intenção de investir mais de 25 milhões de euros e remodelar mais de 100 lojas, acreditando-se que, muitas delas, seja para reabrir com este conceito – a palavra de ordem é oferecer valor acrescentado. Das 7 às 24 horas, nalguns casos, o Minipreço Express apresenta uma lógica de funcionamento mais dinâmica, de modo a potenciar a fluidez na loja e a compra mais ou menos pontual, seja ela o pequeno-almoço ou uma refeição pronta, razão pela qual disponibiliza uma fila única de pagamento, com todos os operadores de caixa e colaboradores a estarem conectados por intercomunicadores, de modo a que comunicação seja célere e imediata em caso de necessidade. Um conceito de loja moderno, onde não poderiam faltar os LCD’s e uma forte aposta na comunicação digital. Num ponto de venda onde os cestos, não os carrinhos, ajudam a carregar tudo o que se necessita.

Loja urbana, vocacionada para o cliente de passagem, mas sem esquecer o freguês de todos os dias, é pela diversidade da oferta que o Minipreço Express se pauta, desde a fruta vendida à peça (e ao mesmo preço), aos assados (frangos, tiras de entrecosto e salsichas, entre outros, também vendidos à unidade), sem esquecer os acompanhamentos, sopas, sanduíches, wraps, salgados e, mesmo, as refeições prontas, como são exemplo o bacalhau com natas, saladas, frutas descascadas e prontas a consumir. Uma lógica operacional “ready to go” comunicada em português e inglês e, claro está, com Wi-Fi gratuito. Mas também com um Multibanco e uma máquina de venda de tabaco no seu interior, uma novidade face ao que se conhece da realidade dos conceitos trabalhados pela insígnia em Portugal. Onde se destaca, igualmente, a cafetaria localizada no interior, com a padaria e pastelaria tradicional a conviver com outras propostas de maior requinte, como é exemplo o pastel de nata gourmet. Complementada por uma coffee station que utiliza leite fresco, assim como por um leque alargado de sumos naturais, feitos ou não na hora, com formatos que variam entre os 250 mililitros e o litro. E, para todos aqueles que procuram soluções saudáveis reforçadas, com uma oferta significativa de sumos e alimentos sob a marca própria Vital, uma aposta crescente da insígnia em Portugal. Se quiser optar por outro tipo de bebidas, existe uma vasta oferta refrigerada, com e sem álcool.

No conceito Express, a marca Portugal está também em destaque, com a garrafeira a ocupar uma zona ampla da loja, perfeitamenteidentificável com outro tipo de chão, mais quente, assim como por uma iluminação distinta face ao restante espaço, que insta a abrandar o ritmo de compra. Das conservas às compotas, da ginja de Óbidos à aguardente, neste local, procura-se vender país, mas também preço e qualidade, como o demonstra a comunicação digital da garrafeira que, além de destacar e explicar o terroir das regiões vitivinícolas, potencia a venda.

Em suma, novos serviços e oferta, com uma nova marca a emergir no contexto do retalho nacional, onde o amarelo foi o código de cor escolhido para distinguir o Minipreço Express. Um conceito de loja moderno, que quer ser mais envolvente e próximo. Esta é a grande aposta do Minipreço, em 2018, em Portugal.

Este artigo foi publicado na edição n.º 49 da Grande Consumo. Veja a galeria de imagens aqui.