Carrefour contrata a KPMG para vender operações na Índia

21 MAIO 2014
Apesar de o Carrefour ter, recentemente, negado alegações de que está prestes a sair do mercado indiano, o Economic Times informou que isso está mesmo a acontecer. Também afirmou que a empresa contratou a KPMG para encontrar os interessados em comprar os seus ativos na Índia.

A especulação em torno da intenção do Carrefur de sair da Índia começou após o último esforço da empresa para forjar uma aliança ou vender as suas operações à Bharti Enterprises ter falhado devido a divergências sobre as suas avaliações e a estrutura do negócio. "Bharti pediu a lua", garantiu fonte próxima das negociações ao Economic Times.

A saída também será motivada após o partido político BJP, que acabou por ganhar as eleições, ter dito que o partido iria desfazer o investimento estrangeiro direto no chamado retalho multimarcas.

No entanto, fonte pessoa próxima do processo disse aoEconomic Times que "o Carrefour está a sair do país não por causa da cacofonia de investimentos anti-estrangeiros no retalho multimarcas do governo liderado pelo BJP, mas devido à falta de apoio e vontade da sua sede, que considera a Índia como uma ‘má opção’."