Heineken inaugura a maior cervejeira da Etiópia

21 JANEIRO 2015
A Heineken inaugurou oficialmente aquela que define como a maior unidade cervejeira da Etiópia. Com uma capacidade total de 1,5 milhões de hectolitros, a unidade de produção de Kilinto representa um investimento de 110 milhões de euros, num mercado que praticamente duplicou nos últimos cinco anos.

Operacional desde julho, esta unidade de produção já fabrica a marca de cerveja local Walia, assim como as marcas Bedele, Harar e Sofi Malt. Nos planos está, ainda, a produção de cerveja Heineken.

A cervejeira de Kilinto faz parte de um investimento total de 310 milhões de euros na Etiópia. Para além desta unidade, contempla a melhoria das fábricas de Harar e Bedele, adquiridas ao Governo etíope em 2011. Segundo a Heineken, África representa uma fatia importante do seu negócio, gerando 14,5% das receitas e 14,1% dos volumes de cerveja.