Lucros da Procter & Gamble caem 31%

4 FEVEREIRO 2015
Os lucros da Procter & Gamble (P&G) caíram 31% no seu segundo trimestre fiscal. O fortalecimento do dólar teve consequências negativas nas vendas e lucros das suas unidades internacionais.

Os lucros líquidos desceram para os 2,37 mil milhões de dólares, ou 82 cêntimos por ação, comparativamente aos 3,43 mil milhões de dólares do exercício anterior. A P&G tem tentado combater a tendência de desaceleração das vendas nos mercados emergentes reforçando a oferta de produtos premium nos outros mercados, estratégia que não foi suficiente para sustentar os resultados do segundo trimestre, face à pressão das divisas. “Quase todas as moedas mundiais desvalorizaram versus o dólar, com o rublo russo a liderar”, nota Alan Lafley, CEO da P&G.

As vendas do segundo trimestre contraíram 4,4%, atingindo os 20,2 mil milhões de dólares.