Quota da Apple no mercado dos tablets cai 20%

iPad

2 MARÇO 2015
A quota da Apple no mercado dos tablets caiu 20%, descendo dos 32,6% de 2013 para os 26,1% em 2014, segundo um estudo da Strategy Analytics.

De acordo com Peter King, responsável pela área de Tablet & Touchscreens Strategies da Strategy Analytics, os novos produtos, como a versão de 12,9 polegadas Pro do iPad, não estão a descolar tão rapidamente quanto a Apple necessita para reativar o crescimento e a procura pelos seus tablets.

A consultora defende que os líderes de mercado não podem mais ficar inertes, já que os “players” mais pequenos começam a oferecer tablets com características avançadas a preços bem mais competitivos. Tal como a Apple, também a Samsung está a ser afetada por esta tendência. De acordo com a Strategy Analytics, os dois principais “players” já não controlam o mercado de tablets, tendo a sua quota conjunta caído para 43%, num ano em que as vendas em volume de tablets cresceram 6,6%, um ritmo mais moderado que em épocas anteriores. “Para reverter esta tendência, a Samsung necessita de fortalecer a sua posição nos mercados verticais e empresariais, onde se espera um considerável crescimento nos próximos anos”, acrescenta Peter King.

Em 2014, a Lenovo puxou por este formato, lançando “form factors” inovadores que lhe permitiram fazer crescer a sua quota de mercado em 1,1 pontos para os 5%. Já os chamados “white-box vendors” também estão a consolidar a sua quota, que cresceu dos 24% em 2013 para os 29% em 2014, através de modelos de entrada direcionados aos mercados emergentes e fortes promoções de Natal nos mercados desenvolvidos.