União Europeia quer cortar o uso de sacos de plástico em 80%

14 MAIO 2014
O Parlamento Europeu apoiou planos para cortar o uso de sacos de plástico que, descuidadamente descartados, acabam como lixo e poluem o ambiente.

Os ambientalistas estimam que cada cidadão usa uma média de cerca de 200 sacos de plástico por ano e querem ver isso reduzido em pelo menos 80% até 2019.

Segundo a European Supermarket Magazine, a meta inicial é de um corte de 50% em 2017 em comparação com níveis de 2010, quando cerca de oito mil milhões de sacos acabaram como lixo.

A diretiva da UE deixa aos Estados-Membros individuais decidir se vão proibir, taxar ou cobrar pelos sacos de plástico. As propostas apelam aos Estados-Membros para usarem impostos, taxas, restrições à comercialização ou proibições definitivas para acabar com o que se tornou num flagelo da vida moderna.

Cerca de 100 mil milhões de sacos de plástico são utilizadas na UE a cada ano, o que equivale a cerca de 200 por pessoa. A Dinamarca, onde os sacos são taxados, possui o menor uso de sacos de plásticos descartáveis na União Europeia.