Acionistas da Tesco processam retalhista

7 ABRIL 2015
Os acionistas vão avançar com uma enorme reclamação contra a Tesco, alegando terem experienciado perdas após a sobreavaliação dos lucros do ano passado.

Tesco Shareholder Claims Limited (TSC), um grupo sem fins lucrativos criado pela empresa americana Scott + Scott LLP, disse que estava em "discussões ativas" com as principais instituições no Reino Unido, na Europa e nos EUA sobre juntar-se à reivindicação.

O grupo alega que o anúncio da Tesco, em 22 de setembro do ano passado, que exagerou os lucros para o semestre em 263 milhões de libras, causou uma destruição permanente de valor para os acionistas e que procuram apresentar um pedido ao abrigo da secção 90A da Financial Services and Markets Act 2000.

O exagero de Tesco viu um declínio acentuado no valor da empresa e fez o preço das ações descer para o valor 164.8p, o mais baixo nos últimos 14 anos.

A TSC argumentou que apesar de ter apoiado a estratégia de “turnaround” a ser realizada pelo novo CEO Dave Lewis e sua equipa de gestão, se as irregularidades contábeis não tivessem ocorrido, o preço das ações e o valor da empresa, seria hoje materialmente mais elevado.