Vinhos de Lisboa querem crescer 10% nos EUA

14 MAIO 2013

A Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa) quer incrementar em cerca de 10% a sua presença nos Estados Unidos da América (EUA), em 2013, mercado que já ocupa o quarto lugar no ranking das exportações e onde, atualmente, estão presentes 20 produtores da região.

Em 2012 foram 800 mil as garrafas exportadas para os EUA, o correspondente a cerca de 600 mil litros, número que a CVR Lisboa pretende aumentar em aproximadamente 100 mil garrafas. “O mercado norte-americano tem sido e continua a ser um dos mercados prioritários para nós, temos tido bons resultados, no que diz respeito às exportações e as próprias críticas feitas aos Vinhos de Lisboa na imprensa americana são muito positivas”, afirma Vasco d’Avillez, presidente da CVR Lisboa.

Nesse sentido, os Vinhos de Lisboa estão hoje representados no Senior Trade Buyer Meetings, em Chicago, através de cinco produtores da região, que darão a conhecer a este mercado diferentes variedades de vinhos tintos e brancos. “Este evento só é acessível a um número muito restrito de vinhos, pelo que não pudemos recusar o convite que nos foi feito para estarmos presentes. Para além de ser uma grande oportunidade para darmos a conhecer os nossos produtos é, ao mesmo tempo, uma forma de facilitar a entrada de novos produtores neste mercado, que é um dos nossos grandes objetivos para 2013”, refere o presidente da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa.

A organização do evento está a cargo da World’s Leading Wines e é composto por uma prova, um “networking drinks” e um “networking dinner”.