Indústria e logística com quota recorde no investimento imobiliário

16 MAIO 2013

De acordo com os mais recentes dados divulgados pela CBRE, o investimento no sector industrial e logístico foi responsável por uma quota recorde de 13% do total de investimento em imobiliário comercial na Europa durante o primeiro trimestre, um valor muito superior à média de longo prazo de 8%.

Os 3,7 mil milhões de euros transacionados no primeiro trimestre representam ainda o nível mais elevado alcançado desde a crise financeira global e posicionam-se 28% acima da média trimestral de longo prazo de 2,9 mil milhões de euros. A forte atividade do trimestre reforça o mais recente inquérito da CBRE, “Real Estate Investor Intentions Survey”, que destacou a logística como a segunda classe de ativos mais procurada em 2013 a seguir aos escritórios.

Reino Unido, Alemanha e França foram os três mercados mais ativos, com 2,27 mil milhões de euros transacionados entre si, constituindo mais de 60% do mercado europeu neste trimestre. Contudo, a região da Europa Central e de Leste, nomeadamente Polónia e Rússia, que, considerando a dimensão da economia e população, apresenta uma dramática escassez de oferta de imóveis de qualidade na área da logística, também registou elevados níveis de atividade.

Os fortes resultados do trimestre foram largamente influenciados pela transação de 1,2 mil milhões de euros, em que o Norges Bank Investment Management (NBIM) comprou uma participação de 50% no “portfólio” europeu da Prologis, e deverá realizar mais aquisições no sector através do veículo de “joint-venture”.

As tendências de comércio eletrónico continuam a gerar mudanças no perfil do sector logístico, que deverá desempenhar um papel com crescente importância no mundo do retalho futuramente. Esta situação, juntamente com as caraterísticas defensivas dos ativos “core” do sector logístico, deverá começar a alimentar transações de investimento em 2013 e no médio prazo.