Grupo GEFCO mantém o seu desempenho num clima económico difícil

6 MAIO 2015
O Grupo GEFCO gerou um volume de negócios de 4,1 mil milhões de euros em 2014, mais 1,5% face a 2013. O resultado operacional foi de 105 milhões de euros, mais 10,5% face a 2013. Luc Nadal, Presidente do Conselho de Administração Executiva da GEFCO, realça que: “a GEFCO alcançou bons resultados no ano passado, considerando a atual e difícil conjuntura económica. Numa altura em que o controlo sobre o conjunto da supply chain se tornou numa componente chave na competitividade das organizações, a GEFCO oferece aos seus clientes uma experiência única que lhes permite criar valor em cada etapa da sua cadeia de abastecimento. Prova disso é o crescimento de mais de 10% na atividade do Grupo GEFCO em 2014 nos seus clientes industriais."

Com uma margem operacional corrente de 2,6% (comparado com os 2,4% de 2013) e um resultado operacional corrente em mais de 10,5%, o Grupo GEFCO conseguiu aumentar a sua rentabilidade e suportar as flutuações económicas e sectoriais.

Com uma reduzida dívida, o Grupo produziu um fluxo de 138 milhões de euros de cash flow em dois anos, o que demonstra a sua solidez financeira. O plano de desempenho, iniciado em meados de 2014 para promover uma maior flexibilidade de custos e a eficácia do seu modelo de negócio “asset-light ” tem contribuído para a gestão dos custos.

O Grupo GEFCO registou um volume de negócios de 4,1 mil milhões de euros em 2014, mais 1,5% face a 2013. Este desenvolvimento de atividade inclui um aumento de 10% – ou seja 14% fora efeito cambial - em volume de negócios gerado pelos seus clientes industriais fora da PSA Peugeot Citroën e General Motors, em comparação com 2013.

Os esforços incansáveis das suas equipas de vendas permitiram que a GEFCO mantivesse a sua posição entre os 10 melhores integradores logísticos europeus, e o número 1 na Europa em logística de veículos acabados (Finished Vehicle Logistics).