Nestlé, Mimosa e Continente são as marcas mais relevantes para os portugueses

8 MAIO 2015
Os resultados do estudo Meaningful Brands Portugal 2015 do Havas Media Group revelam que Nestlé, Mimosa e Continente são as marcas que os portugueses consideram mais relevantes. Das 96 marcas analisadas, três quartos (74%) poderiam desaparecer sem a maioria das pessoas se importar. Além disso, a maioria das pessoas acreditam que apenas 30% das marcas melhoram a nossa qualidade de vida e bem-estar.

De todas as marcas, a CP é a marca que mais cresceu em MBI de 2013 para 2015. É também a marca com quem as pessoas registam um maior envolvimento, logo seguida dos CTT e da TAP. Já a Google, Microsoft e EDP (por esta ordem) são as marcas que os consumidores declaram que mais contribuem para a qualidade de vida.

Dos onze sectores analisados, aquele que é considerado mais relevante é o de transportes, logo seguido de alimentação, bens de consumo e media. O sector considerado menos relevante é o sector Financeiro e Seguros, sendo também aqui onde se regista uma maior amplitude de resultados (diferença entre a marca com maior e pior MBI).

Rui Almeida, Data & Consumer Insights Director Havas Media Group, comentou: “As marcas com melhores resultados em Portugal são aquelas que são capazes de acompanhar a importância das principais dimensões (que traduzem as expetativas dos consumidores), com uma boa performance percecionada nesses mesmos aspetos. São aquelas que compreendem a evolução das necessidades e dos valores dos consumidores e respondem à sua nova escassez – tempo, atenção, confiança – assumindo um papel alargado na vida das pessoas e das comunidades que ultrapassa em muito o benefício do produto. Estas marcas tornam-se imprescindíveis, não só pelo que representam, mas pelo propósito relevante que colocam em prática.

Na edição de 2015 do estudo Meaningful Brand Portugal foram analisadas 96 marcas (vs 76 em 2013), de 11 sectores de atividade: Alimentação, Automóvel, Bebidas, Bens de consumo, Energia, Entretenimento, Financeiro e Seguros, Media, Retalho, Tecnologia e Transportes.