Marketplaces valem 17% das vendas feitas pela Fnac no canal Internet

Marketplaces valem 17% das vendas feitas pela Fnac no canal Internet

12 MAIO 2015
Os investimentos feitos pela Fnac no online começam a materializar-se nos resultados financeiros, com o canal Internet a mostrar, neste primeiro trimestre, um crescimento de dois dígitos.

O aumento do volume de negócios dos “marketplaces” manteve-se elevado, próximo dos 25%, sustentado pelo crescimento em Portugal, França e Espanha. Estas plataformas já representam mais de 17% das vendas feitas no canal Internet.

Por seu turno, as vendas omnicanal continuam também a aumentar significativamente, representando já, no mercado francês, 44% das encomendas feitas no site Fnac.com durante o primeiro trimestre.

Neste período, marcado por uma forte atividade promocional, a Fnac recuou 1,2% em Portugal e Espanha, não obstante o canal Internet estar a ter um desempenho considerável em ambos os mercados. A valores constantes, a quebra foi de 3,5%.

Globalmente, o volume de negócios consolidado do Grupo Fnac aumentou 0,5%, estabilizando nos 844 milhões de euros. O impacto das taxas de câmbio foi favorável em 0,4%, devido, sobretudo, à valorização do franco suíço face ao euro. Nesse sentido, a valores constantes, o volume de negócios cresceu 0,1%.

No mercado doméstico, França, as vendas cresceram 2% numa base comparável, confirmando a boa dinâmica registada já no segundo semestre de 2014. Ao nível internacional, para além do recuo do mercado ibérico, a atividade no Brasil foi penalizada pela degradação da situação económica, com as vendas a contraírem 9,6%. No grupo dos Outros Países, onde se integram Suíça e Bélgica, as vendas cresceram 4,3%.

As novas famílias de produto revelaram uma boa dinâmica, sendo responsáveis por 13% do volume de negócios total da Fnac. Além disso, neste primeiro trimestre, o grupo lançou em França um novo conceito inteiramente dedicado às telecomunicações, a Fnac Connect que será desenvolvido sob a forma de lojas com 80 a 100 metros quadrados ou de “corners” nas lojas Fnac. A primeira Fnac Connect abriu a 19 de março, em Angoulême, e assenta num modelo de franchising. Paralelamente, prosseguindo com a expansão de novos formatos, o espaço Culture & Loisirs de Aubenas foi transformado em Fnac Proximité, no âmbito do acordo estabelecido com o Intermarché.