Mondelèz obrigada a vender a Carte Noire

Mondelèz obrigada a vender a Carte Noire

12 MAIO 2015
A Mondelèz International terá de vender o negócio Carte Noire na Europa e a D.E. Master Blender 1753 (DEMB) as operações Merrild no mesmo espaço económico e licenciar a marca Senseo na Áustria.

A Comissão Europeia autorizou a criação de uma empresa conjunta, mediante algumas condições, uma vez que ambas são líderes no sector do café.

De acordo com o comunicado de Bruxelas, a operação poderia, em princípio, levar a aumentos dos preços do café torrado e moído em França, na Dinamarca e na Letónia e das pastilhas na Áustria e em França. Assim, para responder às preocupações da Comissão, as duas empresas terão de se desfazer daqueles ativos. “Graças a esta decisão, os consumidores continuarão a dispor de um amplo leque de marcas e tipos de café, a prelos competitivos”, comenta Margrethe Vestager, comissária europeia da Concorrência.