DIA cresce em vendas mas desce em lucros

DIA cresce em vendas mas desce em lucros

14 MAIO 2015
O Grupo DIA registou, no primeiro trimestre deste ano, vendas brutas sob insígnia de 2.497,5 milhões de euros, o que significa um crescimento de 15,1% em moeda local e 17% em euros, comparativamente ao mesmo período do ano anterior.

Uma vez mais, os países emergentes onde a empresa está presente, Argentina, Brasil e China, destacaram-se com um crescimento de vendas de 25,8% em moeda local, alcançado os 930,4 milhões de euros. Em Espanha, a evolução das vendas brutas sob insígnia foi positiva, com um crescimento de 12,5% para os 1.375 milhões de euros.

Apesar da boa evolução das vendas, o lucro líquido ajustado em euros desceu 3% até aos 38,9 milhões, devido ao aumento de despesas financeiras em emergentes. O lucro líquido atribuído cresceu 163% até aos 27,2 milhões de euros, devido ao facto do primeiro trimestre de 2014 ter sido penalizado pela DIA França. Por seu turno, o EBITDA ajustado melhorou 7,9% em moeda local até aos 118,4 milhões de euros.

No final do primeiro trimestre, o grupo DIA tinha 7.269 lojas, mais 782 que no ano anterior, das quais 4.105 são próprias e 3.164 (43,5%) são franquias. Neste período, prosseguiu com a integração da cadeia El Arból que, segundo Ricardo Currás, CEO do DIA, “está a ser um êxito”. O responsável acrescenta que o momento agora é de centrar os esforços na abertura das mais de 140 lojas adquiridas à Eroski. “Tudo está preparado: equipas, logística e uma nova insígnia de supermercados: La Plaza de DIA. Estes resultados prometedores do Grupo DIA são um bom ponto de partida para o ano de 2015. Acredito que, com trabalho árduo, compromisso e eficiência, as nossas equipas continuarão a contribuir para um crescimento com rentabilidade sustentável ao longo deste ano”.