Portugueses adquiriram mais Equipamentos Elétricos e Eletrónicos em 2014

15 MAIO 2015
O mercado de equipamentos elétricos e eletrónicos (EEE) voltou a crescer em 2014, de acordo com os dados de mercado publicados divulgados pela ANREEE (Associação Nacional para o Registo de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos). Os dados recolhidos pela associação, indicam que, os equipamentos elétricos e eletrónicos (EEE) colocados no mercado português, voltaram a crescer em 2014,quer em unidades quer pesos, pela segunda vez consecutiva, confirmando a tendência de recuperação já observada iniciada em 2012. Foram disponibilizados para o mercado português, quer por empresas nacionais ou estrangeiras, 62.688.153 de equipamentos, que correspondem a 121.944,35 toneladas.

As unidades registaram uma subida mais acentuada, de 6,8%. De uma forma geral cresceu o número de equipamentos colocados em todas as categorias à exceção dos equipamentos de monitorização e controlo (-16,92%) tendo-se registado uma descida quase impercetível nos grandes eletrodomésticos (-2,74%). As ferramentas elétricas e eletrónicas foram a categoria que percentualmente mais cresceu (+24,18%).

Os computadores laptop, notepad e de secretária continuam a ser dos equipamentos mais procurados, tendo todos crescido em unidades, face a 2013. Já os aparelhos de televisão continuam com ciclos negativos tendo, em 2014, voltado a descer 6,5%. A subcategoria 5.6, que engloba as lâmpadas de tecnologia LED, também cresceu cerca de 48%, em detrimento das lâmpadas fluorescentes compactas e clássicas, cujas unidades têm diminuído nos últimos anos.

Os dados divulgados pela ANREEE provêm de 1.680 empresas registadas em Portugal no final de 2014 - um número muito semelhante ao existente no final de 2013. Em 2014 registaram-se 146 novas empresas e anularam-se, ou foram anulados, um número de registos idêntico – o que longe de significar uma estagnação representa um rejuvenescimento do mercado. Recorda-se que o registo é obrigatório para todas as empresas que colocam equipamentos elétricos e eletrónicos no mercado nacional.