Exportações e produção de calçado mantêm crescimento

25 MAIO 2015
Segundo o estudo Sectores Portugal “Calçado” publicado pela Informa D&B, o valor da produção de calçado tem verificado nos últimos anos uma tendência de crescimento, impulsionado pelo dinamismo das vendas para o exterior. Assim, após o crescimento de 2,8% contabilizado em 2013, em 2014 estima-se um aumento adicional de 3,4%, até alcançar 1.910 milhões de euros.

As vendas no exterior atingiram 1.865 milhões de euros em 2014, o que representou um crescimento de perto de 8% face 2013 e cerca de mais 50% do que em 2009. As importações, por seu lado, aumentaram 11% em 2014, elevando-se até aos 470 milhões de euros.

França mantém-se como o mercado externo mais importante para os fabricantes portugueses de calçado, com uma participação sobre as exportações totais à volta de 25%. Por seu lado, Espanha é o principal país de origem das importações e em 2013 foi a origem de cerca de metade do total de importações.

Em 2013 operavam 1.337 empresas no sector do calçado, o que significa uma subida de perto de 1% face ao ano anterior. O volume de emprego gerado também aumentou ligeiramente, situando-se acima das 35.000 pessoas, sendo o pessoal médio por empresa de 26 pessoas.
Predominam os fabricantes de reduzida dimensão, pelo que cerca de 60% conta com menos de 10 empregados e menos de 10% emprega mais de 50 pessoas.

A atividade produtiva concentra-se na zona Norte de Portugal, onde se localizam quase 95% das empresas, destacando-se os concelhos de Felgueiras, no distrito do Porto, e Santa Maria da Feira e Oliveira de Azeméis, ambos em Aveiro.