Seguros de colheita descem para metade

30 JUNHO 2014
A pressão da fileira do tomate e a intervenção do Ministério da Agricultura junto das seguradoras resultou numa redução de 50% nos seguros de colheita para a campanha de tomate do corrente ano.

Com preços mais baixos e prazos e coberturas que já haviam sido alargados até 10 de outubro, estas soluções permitem fazer face a riscos decorrentes de condições meteorológicas adversas, como as que já se fizeram sentir no ano passado, um período particularmente difícil para esta cultura. E são mecanismo de extrema relevância para os agricultores na presente campanha que também sofreu algum atraso no seu arranque.

Miguel Cambezes, secretário-geral da Associação dos Industriais de Tomate, mostra-se esperançado “que o resultado final deste processo seja a adesão massiva aos seguros de colheita que são extremamente importantes para a fileira do tomate de indústria, sobretudo tendo em conta que se trata de uma condição essencial para o desenvolvimento e aumento da produtividade no sector”.

De referir que o sector do tomate de indústria é dos que mais se destaca no panorama agroindustrial português. Em 2012, Portugal conquistou o quarto lugar de maior exportador mundial de tomate transformado, ultrapassando a Espanha e situando-se logo a seguir à China, EUA e Itália – o que faz de Portugal o segundo maior exportador europeu. Portugal é também o único país do mundo que exporta a quase totalidade da sua produção.

Portugal é o segundo país do mundo em termos de rendimento por hectare, só atrás dos EUA (Califórnia), permanecendo a Europa o principal destinatário da produção nacional e surgindo, a nível mundial, o Japão como o maior cliente da nossa produção, representando 10% do total exportado.

Os resultados que este sector apresenta só foram possíveis de alcançar graças a uma forte aposta na inovação e tecnologia realizada pelos produtores nacionais – onde foram investidos mais de 60 milhões de euros nos últimos 10 anoss. Esta é uma forte indústria empregadora, representando 5.500 postos de trabalho diretos e indiretos.