PIXmania pode fechar

20 MAIO 2013

A Dixons anunciou que deseja vender a sua filial de comércio eletrónico, não excluindo o seu encerramento caso não encontre um comprador.

De acordo com os resultados anunciados na semana passada pela retalhista britânica, número dois na Europa na venda de eletrodomésticos e eletrónica de consumo, as vendas da PIXmania caíram 36% no seu quarto trimestre fiscal (período compreendido entre fevereiro e abril). A Dixons está assim a estudar soluções para o futuro da sua filial de comércio eletrónico, até porque o encerramento será a mais difícil de implementar. Em França, a PIXmania tem uma parceria, para o não alimentar, com o Carrefour, o que pode inviabilizar ou pelo menos dificultar esta solução extrema.

Detentora da totalidade do capital da PIXmania desde agosto passado, a Dixons queria, com este reforço do capital, assumir o controlo total da empresa de modo a melhorar a sua performance. Contudo, os resultados da retalhista online não tiveram a melhoria esperada, não acompanhando a evolução dos da casa-mãe, que neste último período reportado viu as suas vendas crescerem 10%, fechando o ano fiscal com uma subida de 4%.

Recentemente, a Dixons já tinha feito algumas reestruturações na PIXmania, com o encerramento de 40 pontos de venda, incluindo duas lojas em Portugal, o fim das vendas online em 12 mercados e a redução do catálogo de produtos. Medidas que surgiam após as perdas de 23 milhões de euros registadas no ano fiscal encerrado em abril de 2012.

Com a cortesia da Revismarket.