Exportações de alimentos congelados crescem 10,8%

7 JULHO 2014
As exportações de alimentos congelados cresceram 10,8% em 2013, atingindo 338 milhões de euros, revela um estudo da Informa D&B.

Em contrapartida, as importações diminuíram 0,9%, até aos 752 milhões de euros. Segundo o estudo, o défice da balança comercial tem-se reduzido significativamente, tendo passado de 508 milhões de euros em 2009, para 414 milhões em 2013. Espanha continua a ser o mercado externo mais importante para as empresas do sector e assumiu, em 2013, uma quota de 43% sobre as exportações totais em 2013.

O estudo revela, ainda, que no sector de alimentos congelados predominam as empresas de pequena dimensão. Em 2012, apenas 23 empresas tinham mais de 50 trabalhadores e só duas empregavam mais de 250 pessoas. Os distritos de Lisboa, Porto, Viseu e Leiria são os distritos que reúnem a maioria das empresas.