El Corte Inglés reestrutura a sua dívida

22 MAIO 2013

O El Corte Inglés iniciou um processo de reestruturação da sua dívida financeira, avaliada em cinco mil milhões de euros, através de fundos próprios no valor de 7.450 milhões de euros.

Segundo o grupo de retalho espanhol, este é o momento adequado para o início do processo, dado que as taxas Euribor estão relativamente baixas e os mercados “oferecem possibilidades atrativas de financiamento a longo prazo”.

A reestruturação da dívida do El Corte Inglés está a ser feita com a colaboração das principais instituições financeiras espanholas, com as quais o grupo mantém um histórico de boas relações. Além disso, outros bancos estrangeiros mostraram também o seu interesse em participar neste processo.

O El Corte Inglés contratou a Morgan Stanley para levar a cabo o processo de reestruturação da dívida com as entidades bancárias, entre as quais figura o Banco Santander. A empresa sublinha que tem uma carteira de ativos imobiliários, que têm um valor de mercado várias vezes superior ao montante em refinanciamento. Com estas medidas, o grupo espera uma melhoria da sua estrutura de financiamento, quanto a custos, prazos e diversificação das fontes, o que permitirá manter os seus planos de desenvolvimento nacional e internacional.

De acordo com o El Corte Inglés, ainda não está decidido o formato definitivo desta reestruturação, onde também está envolvida a financeira do grupo, que iniciou os procedimentos para emitir títulos sobre os direitos de cobrança da sua carteira de clientes. A Financeiras El Corte Inglés concentrou, em 2012, 42% dos créditos concedidos para a aquisição de vens de consumo em Espanha.