Vendas do mercado de panificação e pastelarias industriais cresceram 1,7%

10 JULHO 2014
Segundo o estudo Sectores Portugal publicado pela Informa D&B, o mercado de panificação e pastelaria industriais registou um crescimento de 1,7% no ano 2013 face a 2012. O valor das vendas em Portugal situou-se nos 615 milhões de euros, acima dos 605 milhões registados em 2012.

Importa assinalar a favorável evolução do segmento de massas congeladas, que estão a substituir produtos tradicionais dos segmentos de panificação e bolos, nomeadamente no canal de hotelaria e restauração. No exercício de 2013, o mercado de massas congeladas registou um crescimento de 3,6%, alcançando um valor de 175 milhões de euros.

As exportações atingiram 180 milhões de euros em 2013, mais 6,5% do que no ano anterior, em que se contabilizaram 169 milhões de euros. Espanha constitui o principal destino das vendas para o exterior, assumindo uma quota sobre o total superior a 40%. O valor das importações, por seu lado, situou-se em 298 milhões de euros, mais 4,2% do que em 2012. Espanha destaca-se também como o principal país de origem, com cerca de dois terços das importações totais.

No sector de panificação e pastelaria industriais operavam, no fim de 2012, mais de 4.650 empresas. Estas empresas geravam um volume de emprego de cerca de 30 mil trabalhadores.

O sector apresenta um alto grau de atomização, com predomínio das empresas de dimensão reduzida. Assim, cerca de 80% dos operadores têm um número de empregados inferior a 10 e apenas seis contam mais de 250 trabalhadores.

A quota de mercado conjunta das dez principais empresas do sector situa-se perto dos 50%. Nos últimos anos a participação das empresas líderes tem crescido notavelmente, num enquadramento competitivo difícil para as companhias de dimensão reduzida.