Projeto com o apoio da Schneider Electric ganha Prémio de Eficiência Energética

14 JULHO 2014
O projeto Phileas, desenhado e desenvolvido pela equipa Atlantic Challenge, com o apoio da Schneider Electric, recebeu o Prémio de Eficiência Energética do Solar Decathlon Europe 2014, a decorrer em Versalhes, em França, de 28 de junho a 14 de julho.

A equipa Atlantic Challenge atingiu a melhor pontuação no teste de eficiência energética que mede a capacidade de redução do consumo energético dos projetos em competição, tendo ainda apresentado excelência de design e dos sistemas instalados. O projeto da equipa foi desenvolvido com o objetivo de responder aos novos desafios das “Cidades Férteis” e baseia-se em três pilares: reinventar o existente, reintroduzir a agricultura nas cidades e desenvolver as redes locais.

O protótipo de 150 metros quadrados apresentado em Versalhes foi desenvolvido no âmbito da reconstrução do edifício Cap 44, em Nantes. A Schneider Electric apoiou o projeto disponibilizando uma variedade de soluções inovadoras, algumas das quais ainda em desenvolvimento, destinadas a otimizar e permitir a gestão do consumo energético, oferecer maior conforto, gerar energia fotovoltaica e carregar veículos elétricos, entre outras utilidades.

A equipa vencedora é composta por elementos da Escola Nacional Superior de Arquitetura de Nantes, da Escola Superior de Bois de Nantes, do Instituto Superior de Saúde e Bioprodutos da Universidade de Angers, da Escola de Design de Nantes Atlantique e da Sciences Com. O prémio foi entregue por Harrison Fraker, professor de Arquitetura e Design Urbano e presidente de Eficiência Energética do júri do Solar Decathlon Europe 2014.

Lançado em 2002, pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos da América (DoE) e com o apoio da Schneider Electric desde 2007, o Solar Decathlon é uma competição internacional que desafia estudantes universitários de todo o mundo a desenharem e desenvolverem habitação solar energeticamente eficiente. A final desta competição decorre ao longo de 10 dias, numa vila solar aberta ao público, e submeterá os projetos participantes a 10 testes consecutivos.