Vinhos Pingo Doce premiados internacionalmente

23 MAIO 2013

Sete vinhos Pingo Doce, entre os nove levados a concurso pela marca, foram galardoados no “Concours Mondial de Bruxells" e no “International Wine Challenge” (IWC), duas prestigiadas provas internacionais.

Os vinhos Pingo Doce premiados, fruto de uma relação de parceria com seis fornecedores nacionais, foram o Vinho Espumante Bruto Rosé, o Moscatel de Setúbal, o Vinho Dão Colheita Selecionada Branco, o Vinho Verde Alvarinho D.O.C., o Vinho Douro Reserva Tinto, o Vinho Alentejano Branco e o Vinho Península Setúbal Rosé. Segundo Maria João Coelho, diretora de Marca Própria Pingo Doce, “estes prémios são o reconhecimento do esforço diário e contínuo que desenvolvemos, em parceria com produtores nacionais, para que a nossa gama de vinhos tenha uma qualidade de exceção. Foi por isso, com grande entusiamo, que recebemos a notícia dos importantes prémios internacionais conquistados pelos Vinhos Pingo Doce.”

Destaque para o Vinho Espumante Bruto Rosé distinguido no “Concours Mondial de Bruxelles” com uma Medalha de Ouro. Foi ainda premiado, neste concurso, com uma Medalha de Prata, o Vinho Dão Colheita Selecionada Branco. O júri, composto por enólogos, críticos de vinho, compradores internacionais, “sommeliers” e produtores, avaliou os cerca de oito mil vinhos a concurso entre os quais se incluíam 800 vinhos portugueses.

O Vinho Espumante Bruto Rosé Pingo Doce foi desenvolvido para reforçar a oferta de vinhos leves e doces, um segmento onde o consumo tem vindo a aumentar. Caracteriza-se por ser jovem, limpo, equilibrado, com o gás e a bolha ainda bem presentes e com aroma delicado de morango e framboesa.

A 30.ª edição do IWC decorreu no passado mês de abril. Entre os 360 jurados que elegeram e premiaram os melhores vinhos, estavam 30 Masters of Wine, jornalistas e compradores internacionais de vinho. Os Vinhos Pingo Doce destacaram-se entre os mais de 12 mil vinhos que foram a concurso, tendo-lhe sido atribuídas cinco Medalhas de Prata e duas de “Vinho Recomendado”.