Maioria dos portugueses tenciona passar férias no local de residência

30 JULHO 2014
Entre os portugueses que pretendem fazer férias fora do local de residência (39%), somente 13% admite ir de férias para o estrangeiro, enquanto que 83% ficará por Portugal. Mas a maioria dos portugueses (57%) deverá mesmo passar as férias no próprio local de residência, decisão justificada com a falta de disponibilidade financeira por 45% dos consumidores. Estas são algumas das conclusões do recente estudo do Observador Cetelem, que analisou as intenções de consumo dos portugueses para os próximos meses.

O estudo revela ainda que os indivíduos entre os 25 e os 34 anos e os 18 e 24 anos são aqueles que declaram a maior intenção de fazer férias fora do local de residência (44% e 39% respetivamente). Já os inquiridos com idades da faixa etária dos 55 aos 65 anos são os que mais admitem não fazer férias fora do local onde habitam devido à falta de disponibilidade financeira (64%).

Apesar do lazer e das viagens dominarem as intenções de compra dos consumidores, a verdade é que os efeitos da crise ainda se fazem sentir e a maioria dos portugueses ficará em casa durante as férias. Portugal é indicado como o principal destino de férias, provavelmente porque implica menos despesas do que uma viagem ao estrangeiro e também porque muitos consumidores fazem questão de conhecer melhor o seu próprio país”, afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem em Portugal.