El Corte Inglés quebra ciclo de quedas no lucro

1 SETEMBRO 2014
O Grupo El Corte Inglés encerrou o ano de 2013 com um benefício líquido consolidado de 174,3 milhões de euros, o que representa um aumento de 6,2% em relação ao ano anterior (164,1 milhões de euros). Assim, o gigante da distribuição quebra uma dinâmica de cinco anos consecutivos de quedas no lucro.

No entanto, o volume de negócios da empresa caiu 1,8% interanula no último exercício, a 14,292 milhões de euros, o que termina com três cursos de reversão de vendas, refere a InfoRetail. A empresa divulgou os números durante a apresentação do Relatório de Gestão e Contas Anuais encerradas em 28 de fevereiro de 2014 e aprovadas na Assembleia Geral Acionistas.

"Este período tem sido de acordo com a situação económica geral, especialmente com um desempenho positivo no último trimestre", salientou o El Corte Inglés, em comunicado.

O presidente do grupo espanhol, Isidoro Álvarez, disse durante a última Assembleia de Acionistas que "embora continuem a existir dificuldades", estas podem ser superadas "com dedicação, com uma oferta dinâmica e competitiva, com atenção especial ao cliente e com a identificação do nosso grupo com a qualidade, o serviço, a melhor variedade, a inovação, a eficiência e a segurança."

O “cash-flow” da empresa aumentou 6,4% para os 722,2 milhões de euros, enquanto o lucro operacional bruto (EBITDA) foi de 728,2 milhões de euros, 0,7% inferior ao do ano anterior. Os fundos próprios totalizaram 8,894 milhões de euros, 0,5% a mais que no ano passado.

Além disso, o grupo de distribuição investiu 404 milhões de euros em 2013, o que representa 29,1% a menos do que os 570 milhões desembolsados no ano anterior. Em matéria de emprego, o El Corte Inglés, no final do ano passado, adicionou 93.300 pessoas, o que representa um decréscimo interanual de 3,5%. 94% dos contratos são fixos.

Da mesma forma, a empresa liderada por Isidoro Álvarez ultrapassou as 600 milhões de visitas nas suas lojas e os mais de 10 milhões de usuários com cartões de compra El Corte Inglés, durante o ano passado.